ExpoConstruir 2011: Desafio para a construção civil

Exposição de produtos ecologicamente corretos marcou o segundo dia da ExpoConstruir, no Centro de Convenções

Um dos maiores agressores do meio ambiente, principalmente no que se diz respeito à energia consumida e aos resíduos de materiais, o segmento da construção civil tem se esforçado para se desfazer da má fama. Como prova disso, várias empresas do setor expuseram ontem, no Centro de Convenções do Ceará, diversos produtos voltados para a sustentabilidade. A mostra aconteceu na segunda edição da ExpoConstruir, Feira de Materiais e Sistemas Construtivos, que está sendo sediada na Capital desde anteontem e vai até dia 24/09.

Na Feira, chama a atenção um modelo de casa todo construído com tijolos ecológicos, que segundo Marcelo Santos, direto-executivo da cearense Top Line, são manufaturados sem a necessidade de passar pela queima de óleo, procedimento comum na produção de tijolos convencionais. “Só isso já é uma grande preservação da natureza”, garantiu. Além disso, ele diz que uma obra levantada com o material tem cerca de 40% de economia nos custos.

Telhas

Em um dos 87 estandes montados no local, a telha ecológica, desenvolvida pela multinacional francesa Onduline, também se destacou. O produto é fabricado não de madeira, mas através de fibra de celulose, oriunda de papeis reciclados. No caso, jornais, revistas e papelões velhos são reaproveitados para produzir a telha. Segundo a equipe da empresa que apresentou a novidade, o metro quadrado do telhado ecológico custa, em média, o mesmo valor do tradicional, no entanto, se usado para um casa inteira, acaba saindo mais barato. Além disso, eles são flexíveis, o que lhes dão mais resistência às chuvas.

Garrafas pet

O plástico, que assim como o papel causa dores de cabeça nos ambientalistas, também está sendo reaproveitado pelo segmento da construção civil. A empresa paulista TriSoft trouxe ao evento as lãs de isolamento térmico e acústico que são feitas por meio de garrafas pet recicladas. O material, instalado em tetos e paredes, serve para amenizar o calor de ambientes e reter excessos de barulhos em lugares com grande acúmulo de pessoas ou com música. As lãs podem vir, inclusive, ilustradas com figuras encomendadas pelo cliente. Como exemplo, os representantes do estande citaram barzinhos e restaurante de Salvador (BA), que usam o produto em suas paredes para tornar a temperatura mais agradável e o local com menos roídos de conversas, além de imagens para decorar.

Ao todo, 200 empresas marcam presença. Quinze são de outros estados: São Paulo, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraná, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais.

De fora

15 empresas de outros estados estão presentes na 2ª edição da ExpoConstruir, Feira de Materiais e Sistemas Construtivos.

FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1045900

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s