#Confederações 2013: Belo Horizonte

A Copa das Confederações é um torneio organizado pela FIFA entre seleções de países a cada quatro anos. Os países que participam do torneio são os seis campeões continentais mais o país-sede e o campeão mundial, perfazendo um total de oito países.

Esse ano de 2013, a Copa das Confederações acontecerá no Brasil e servirá de evento-teste para o mundial de 2014. Para isso, 6 capitais brasileiras receberam os jogos desse evento. São elas: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA).

Entretanto, para sediar tais eventos, a FIFA (do francês: Fédération Internationale de Football Association) solicitou uma série de requerimentos para o Brasil. Novos estádios deveriam ser construídos, boas condições de transporte e de acesso aos estádios deveriam ser garantidas entre outras. Para atender a essas solicitações, cada uma das 12 cidades sedes do mundial de 2014, incluindo as 6 cidades sedes do evento-teste de 2013, começaram a planejar obras e projetos que viessem a atender essas reivindicações.

Hoje, a um mês do início da Copa das Confederações 2013, o Blog Engenharia Estrutural e Construção Civil inicia uma série especial de postagens sobre as obras realizadas e em andamento das cidades sedes do evento-teste de 2013.

Belo Horizonte – Minas Gerais

Capital projetada no final do século 19, Belo Horizonte é conhecida por seu potencial econômico, que atrai milhares de turistas de negócios anualmente. Terceiro centro industrial do país, BH também é a porta para o turismo cultural em cidades históricas como Ouro Preto, Mariana, Sabará, Congonhas e Caeté. Clima agradável, belas paisagens, arquitetura eclética completam o amplo mosaico oferecido.

As obras previstas para Belo Horizonte sediar o mundial em 2014 envolvem desde a reforma e entrega do Estádio Mineirão, como obras de mobilidade urbana e a reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves.

Estádio Mineirão

O Estádio do Mineirão, como conhecido, possui nome oficial de Estádio Governador Magalhães Pinto e é o principal equipamento para a realização do mundial de 2014 e do evento-teste de 2013 de Belo Horizonte.

ObrasEm 2010, o estádio foi fechado para as reformas necessárias para a Copa. Ainda em 2010 o estádio teve o processo de rebaixamento do gramado iniciado. O gramado foi rebaixado em 3,4 metros.

Em 2011, o estádio recebeu a instalação de 166 amortecedores sob a parte superior da estrutura, em substituição às hastes verticais que tinham debaixo de todo anel.

A cobertura do teto do estádio foi ampliada para proteger os assentos de eventuais chuvas durante as partidas. A geral passou por reformas e, assim como ocorreu no Maracanã, foram colocadas cadeiras. Inicialmente, a mudança reduziria a capacidade do Mineirão de 75.783 espectadores para 64.000.

m5No dia 9 de Novembro, o Mineirão foi o primeiro estádio da Copa 2014 a receber o plantio do gramado.

O valor final das reformas do estádio foi de R$ 666,3 milhões

Depois de quase três anos de obras, o estádio foi reaberto ao público no dia 21 de dezembro de 2012 e tornou-se o segundo estádio da Copa do Mundo de 2014 a ser entregue. O evento oficial contou com a participação da presidente Dilma Rousseff. A reinauguração foi celebrada com um show da banda mineira Jota Quest, realizado em um palco montado na recém construída esplanada do estádio. Cerca de 20 mil pessoas estiveram presentes.

Veja o vídeo de como ficou o novo estádio do Mineirão

Mobilidade Urbana

Boulevard Arrudas

Apenas uma das oito obras de mobilidade urbana planejadas para Belo Horizonte receber a Copa do Mundo de 2014 vai estar concluída em junho, durante a Copa das Confederações. Muitas das obras inacabadas deveriam ter sido entregues até o evento deste ano, conforme o plano inicial, mas só o Boulevard Arrudas, via que passa por importantes pontos turísticos da cidade e que é importante para o trânsito, estará concluído e em funcionamento até mês que vem.

Dentre as outras obras previstas para mobilidade urbana, encontram-se os BRTs (Bus Rapid Transit), um sistema complexo que busca melhorar o transporte público. Entretanto, essa é umas das obras que não devem ficar prontas antes da Copa das Confederações de 2013.

Questionado sobre o prolongamento no cronograma, Tiago Lacerda, secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, também justifica dizendo que são obras de alta complexidade. “Se estivesse tudo pronto, seria ótimo, mas a complexidade de se implantar um sistema como BRT é alta. E não são obras que são apenas para a Copa do Mundo. As vias 210 e a 710, por exemplo, não vão para o Mineirão. As obras vão melhorar, de fato, o dia a dia da população”, ressaltou

Aeroporto de ConfinsAeroporto

Nesse momento, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves se encontra em reforma e ampliação da pista de pouso e do sistema de pátios.

Na Copa das Confederações, turistas de outros estados do país e estrangeiros vão encontrar o Aeroporto Tancredo Neves em obras. Os trabalhos de ampliação, modernização e reforma do aeroporto, localizado na cidade de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, devem ser finalizados em abril de 2014, conforme previsão da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Fontes: Portal 2014, G1, Wikipedia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s