Passarela Móvel

Ponte móvel para travessia de ciclistas e pedestres tem modelo economicamente viável para pequenos vãos; conheça detalhes do projeto

Inaugurada em dezembro de 2013, a ponte móvel Friedrich Bayer foi implantada sobre um canal da represa Guarapiranga, na confluência com o rio Pinheiros, em São Paulo, com a função de ligar o bairro do Socorro à estação de trem e metrô Santo Amaro.

blog1

A estrutura conecta, além disso, dois trechos da Ciclovia do Trabalhador, instalados pelo Governo do Estado em cada uma das margens. Por isso, a ponte foi planejada como uma passarela para promover a travessia de ciclistas e pedestres – esperam- se 15 mil passantes diários. Com custo de cerca de R$ 5 milhões, a obra foi inteiramente financiada pelo Grupo Bayer, cuja sede é em local próximo a uma das extremidades da ponte.

O projeto arquitetônico, elaborado pelo escritório Loeb Capote Arquitetura e Urbanismo, previa a implantação de três ilhotas circulares sob a superestrutura, cobertas por jardins e com um único pilar central de apoio praticamente fora do alcance da visão, de forma que parecessem vitórias-régias flutuando sobre a água. ‘Os estudos que fundamentaram os avanços do trabalho levaram quase um ano. Por fim, devido a uma série de questões arquitetônicas e funcionais, o projeto ficou com duas passarelas fixas e duas passarelas móveis, além de duas vitórias-régias’, aponta o engenheiro Renato Pompéia Gioielli, sócio-diretor do Grupo Dois Engenharia, empresa responsável pelo projeto de estrutura metálica e concreto armado.

Fonte: PINI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s