Aprendendo a Estudar

Estudantes de engenharia gastam muito do seu tempo estudando e, muitas vezes, não conseguem estudar toda a matéria. Além disso, a maioria deles, acabam estudando somente para ser aprovado nas cadeiras e pouco tempo antes das provas, logo após a realização esquecem boa parte do que estudaram. Esse problema é pertinente em quase todos os cursos e níveis de ensino, erros que estão enraizados na educação brasileira. Felizmente, essa situação pode ser mudada.

            O conteúdo dessa matéria é baseado no livro “Aprendendo Inteligência” do autor e professor Pierluigi Piazzi, mais conhecido como professor Pier. Ele foi professor de pré-vestibular, no qual preparou mais de 100 mil alunos. Visitou centenas de escolas ensinando como vários erros educacionais podem ser evitados.

dgsgsrrr

            O primeiro passo para se mudar essa situação é entender: Por que você estuda? Se a resposta for: ” Para tirar boas notas, passar de ano e conseguir um diploma”, então o seu objetivo está totalmente equivocado. Empresas não querem pessoas com diplomas, elas querem candidatos mais inteligentes e criativos, que conseguem realizar metas. Estudo não é questão de quantidade: é questão de qualidade!

            Mudando o pensamento do primeiro passo, pode-se entender o segundo. Um dos maiores erros encontrados nos estudantes é que eles estudam no momento errado. Esse problema é induzido desde a infância. Pais, escolas e professores sempre passam a idéia que as crianças devem estudar para conseguirem boas notas, ou seja, elas nunca estudam para aprender. Estudando para provas e com pouco tempo de antecedência, conseguem o seu objetivo e tiram boas notas, mas não aprendem.

            Para que se entenda e se consiga mudar essas crenças, deve-se saber que temos algumas regiões do cérebro que são responsáveis pela memória, as mais importantes são: o hipocampo (memória de curto prazo) e o córtex (memória de longo prazo). A memória do hipocampo são provisórias, servem para decorarmos informações rápidas e pequenas, como um número de telefone. O córtex suporta uma quantidade gigantesca de dados, mas é muito difícil colocá-los nessa região, pois necessita-se da criação de uma sinapse neural, ou seja, uma mudança física no cérebro. Isso acontece de maneira mais fácil quando dormimos.

hgfhdsrsrrrrrr

            As informações que serão gravadas no córtex são aquelas que possuem uma carga emocional, com isso a maioria das informações recebidas no dia são esquecidas à noite. Infelizmente, as aulas são momentos muito tediosas, e quase nada que você assiste é armazenada no córtex. Você deve está se perguntando: “Como eu faço para não esquecer as aulas assistidas  hoje?” a resposta é simples: Estude pouco, mas todo dia! Quando o assunto da aula é estudada no mesmo dia, o assunto vira alvo de atenção e consequentemente ela possuirá uma carga emocional e será gravada no córtex. Então, para resolver os problemas supracitados, deve-se ter um lema: Aula assistida hoje é aula estudada hoje!

            Criando-se esses hábitos, percebendo que estudo não é questão de quantidade , mas questão de qualidade, como já citado anteriormente. Perceberá, em pouco tempo, que as informações e habilidades que você adquiriu estudando irão ficar para o resto da vida!

Autor:

Jean Lopes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s