Rio 2016: Fachada Microclimática na Arena da Juventude

INSERIDA NO COMPLEXO ESPORTIVO DE DEODORO, NA ZONA OESTE DO RIO DE JANEIRO, A ARENA DA JUVENTUDE GANHOU FACHADAS MICROCLIMÁTICAS COMO PARTE DAS SOLUÇÕES PROPOSTAS PELO ESCRITÓRIO VIGLIECCA & ASSOCIADOS PARA PERMITIR SEU FUNCIONAMENTO COM VENTILAÇÃO NATURAL, APÓS A ETAPA DE REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS

Projetada para ser palco de várias modalidades esportivas durante as Olimpíadas de 2016, a Arena da Juventude será posteriormente transformada em centro de formação e aperfeiçoamento de atletas. Sua área construída de 14,3 mil metros quadrados poderá receber até oito quadras poliesportivas. A construção industrializada, que garantiu velocidade à obra, foi utilizada tanto na estrutura, executada com componentes metálicos, como nos fechamentos das fachadas. As faces norte e sul ganharam venezianas móveis, enquanto as fachadas leste e oeste receberam o sistema de fachadas microclimáticas.

No total, são 1.800 metros quadrados deste tipo de sistema, que atenderam às exigências de ventilação natural previstas no projeto dos arquitetos Héctor Vigliecca, Luciene Quel e Ronald Werner. A ideia era criar nas fachadas elementos que permitissem reduzir a incidência solar no interior da edificação, sem prejudicar a visibilidade e a luminosidade. “Tais materiais deveriam ser leves, porém resistentes aos ventos com velocidade de até 120 km/h”, explica Daniel Gargiulo, diretor da TensoFace, empresa responsável pela produção, fornecimento e montagem de fachadas microclimáticas.

Ele conta que, principalmente nas fachadas leste e oeste, era necessário neutralizar a ação direta do sol. Exigência que foi atendida com a construção das fachadas compostas de membranas perfuradas compósitas, de poliéster e PVC, instaladas com um sistema de tensionamento de alta tecnologia, capaz de resistir às cargas elevadas. A membrana Soltis FT 381, da empresa francesa Serge Ferrari, é um produto especialmente desenvolvido para fachadas microclimáticas. Já o sistema de tensionamento Facid, que a TensoFace produz e distribui com exclusividade no Brasil, foi criado na Alemanha pela EPS Profiled Solutions. Muito difundido na Europa, ele entrou primeiro nos Estados Unidos com a SingComp, grande produtora de sistemas de tensionamento, para depois certificar a TensoFace como produtora exclusiva no Brasil. 

Executada em 46 dias, a fachada microclimática da Arena de Juventude é constituída por tecidos de grandes dimensões. São 18 partes de tecido de 5 x 10 metros na fachada leste, e 9 partes de 22 x 5 metros na fachada oeste. A instalação dessas peças exigiu exato controle e precisa informação da influência dos ventos, pois a execução somente seria possível com velocidades de ventos inferiores a 15 km/h, durante cada processo de instalação. Para atender a essas condicionantes, foram utilizados equipamentos elevatórios de longo alcance, que permitiram atingir alturas de até 20 metros em total segurança. » Também graças ao uso dessas plataformas elevatórias, as duas fachadas foram instaladas ao mesmo tempo em que equipes de outras empresas, finalizavam a obra sem que suas atividades tivessem que ser interrompidas.

Antes de serem fixados na estrutura metálica de suporte, os perfis foram previamente revestidos com fitas de PVC, coladas em suas bases, para evitar a corrosão galvânica. Nesta etapa de instalação dos perfis, foram utilizadas peças chamadas “sargentos”, que têm a função de fazer o alinhamento para facilitar o processo de furação. Os parafusos autoperfurantes empregados são compostos de aço inox, na cabeça e na parte superior da rosca, e aço carbono na broca e no início da rosca. Tal configuração facilitou a perfuração, fixando os perfis pelo aço inox e impedindo a corrosão atmosférica.

Após a instalação dos perfis, foram tomadas as medidas para preparo e corte dos tecidos, feitos com a membrana Soltis FT 381. Na sequência, todo o perímetro de cada seção das membranas recebeu grampos, colocados à pressão, preparando as peças para serem inseridas dentro dos perfis. Os grampos foram pressionados com o uso de ferramentas manuais. Um sistema de cremalheira nos perfis permitiu que os grampos ficassem travados, ao alcançar o nível máximo de tensionamento. Tampas click sem parafusos, de 2,50 centímetros de largura, completaram o acabamento. Segundo Daniel Gargiulo, todas as peças – junção, marco perimetral e junção angular externa – foram produzidas no Brasil, sendo os perfis estruturais em alumínio natural liga 6063 T-6.

Composta de poliéster revestido por PVC, a membrana Soltis é produzida segundo a tecnologia Précontraint, que consiste em pré-tensionar o suporte de poliéster nos dois sentidos, durante todo o ciclo de fabricação. Esse pré-tensionamento, segundo o diretor da Tensoface, aumenta significativamente a longevidade do produto » (estabilidade e durabilidade contínua por mais de 20 anos), proporcionando alta resistência à deformação (estabilidade dimensional) e proteção reforçada dos fios contra as agressões externas, além de facilitar a manutenção graças à superfície mais lisa. As membranas têm tratamento contra raios UV, mofo e fogo, sendo autoextinguíveis em menos de cinco segundos, conforme exigências das normas internacionais. São resistentes aos impactos e aguentam fortes cargas de vento.

Apesar da elevada resistência, essa membrana é leve – pesa 550 g/m² -, enquanto o peso da membrana junto ao sistema Facid pode variar entre três e cinco kg/ m². “O sistema Facid foi escolhido, principalmente, por permitir um perfeito tensionamento em grandes dimensões com alto padrão de acabamento”, diz Gargiulo. Composto de perfis e grampos de alumínio, o sistema detém tecnologia que permite, ao mesmo tempo, fixar as membranas e regular o nível de tensionamento. Desse modo, é possível promover o alinhamento e a estabilidade com precisão e garantir tensão permanente, principalmente em fases de dilatação e retração das membranas, causadas pela ação de intempéries como vento, chuva e variações de temperatura.

Um dos diferenciais da tecnologia Facid, é que permite que as membranas sejam removidas e montadas novamente, possibilitando a renovação estética da fachada sem a desmontagem dos perfis instalados. Também, a criação de configurações em grande escala, com formas variáveis, inclusive tridimensionais. O diretor da Tensoface conta que a rápida montagem do sistema permitiu que a empresa conseguisse antecipar a entrega da obra há 14 dias da data prevista.

 

Fonte:

Arco

 

Anúncios

Um comentário sobre “Rio 2016: Fachada Microclimática na Arena da Juventude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s