Engenheiro em formação

Bem, a matéria do blog de hoje vai ser um pouco diferente. Será contada um pouco da minha experiência com a graduação de Engenharia Civil e um pouco das áreas de atuação do engenheiro civil.

Resultado de imagem para engenheiro civil

Primeiramente, irei me apresentar:

Sou Valeska Ribeiro, tenho 23 anos, curso o 6° semestre Engenharia Civil na Universidade Federal do Ceará, faço parte do PET Civil, e sou gerente de Projetos da Consultec Jr. (Empresa Junior de Engenharia Civil e Arquitetura).

Início de tudo

Comecei a pensar em cursar Engenharia Civil quando eu estava no ensino médio, pois fazia em paralelo o curso técnico em edificações. Então, perto de concluir o curso comecei a estagiar em uma empresa de execução de estruturas e gostei muito da área de construção civil. O tempo foi passando e então, por ter aptidão com exatas, tomei a decisão de cursar Engenharia Civil. Não foi fácil passar no curso, mas com muito esforço e dedicação, deu certo!

1° ANO

O 1° ano da Engenharia Civil é considerado o ciclo básico das Engenharias. As disciplinas são muito similares, e têm uma grande carga de matemática, física e química. As disciplinas são: Cálculo Fundamental, Física Fundamental, Física Experimental, Química Geral, Programação Computacional, Introdução à Engenharia, Desenho Básico, Álgebra Linear e Estatística.

Foi um ano muito importante tanto para se adaptar com a rotina da Universidade, quanto para conhecer um poucos mais as áreas da Engenharia Civil. Diferentemente do que a maioria das pessoas pensam, a formação no curso não é só Construção Civil, é muito mais ampla do que se imagina.

A UFC possui três departamentos da Engenharia Civil: DET – Departamento de Engenharia de Transportes, DEHA – Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental e DEECC – Departamento de Engenharia Estrutural e Construção Civil, e em cada departamento existem muitas áreas de atuação, segue abaixo algumas:

  • Construção civil
  • Materiais de Construção
  • Cálculo estrutural
  • Geotécnica
  • Saneamento
  • Hidráulica
  • Estradas e transportes

*Para conferir com mais detalhes das áreas de atuação acesse: AQUI

Nesse ano, nós conhecemos um pouco de cada uma das áreas, embora o conhecimento ainda seja muito superficial.

2º ANO

O segundo ano ainda é uma continuidade de disciplinas básicas, tais como, calculo vetorial aplicado, eletro-magnetismo, mecânica para engenharia civil I e II, matemática aplicada a engenharia civil, métodos numéricos aplicados, engenharia ambiental, Fundamentos de Administração. Contudo já se inicia algumas disciplinas mais aplicadas, Materiais I e II, Topografia e Eletrotécnica. Entendemos muito melhor como o profissional em Materiais de Construção atua, além da disciplina de Eletrotécnica no facilitar na produção de projetos elétrico.

Esse ano também torna-se importante pela maturidade profissional que você atinge, em que o período de adaptação passou e você começa a se relacionar com os colegas de classe como colegas de profissão, começa entender melhor o que é ser engenheiro.

Certa vez um professor definiu engenheiro como: “Resolvedor” de problemas. Nesse contexto algumas características são muito importantes:

  • Conhecimento (através faculdade, trabalho);
  • Experiência para saber aplicar o conhecimento adquirido.
  • Aptidões de aprendizagem para um novo conhecimento;
  • Estímulo para enfrentar problemas;
  • Saber se comunicar e liderar para poder coordenar uma atividade em equipes.

3° ANO

No 3° ano do curso de Engenharia Civil, as disciplinas já são muito mais especificas, Mecânica dos solos, Hidráulica, Projeto e construção de edifícios, Projeto e construção da infraestrutura viária. Além disso, é exigidos de nós, estudantes, uma boa base das matéria estudadas anteriormente.

Diante disso, para algumas pessoas é esse o momento do início da decisão de qual área seguir, para outras muitas dúvidas. No entanto, o mais importante nesse contexto é saber aproveitar as oportunidades que a Universidade oferece, bem como, criá-las.

4° ANO e 5° ANO

Bom, eles ainda não aconteceram para mim, mas é importante seguir buscando tornar-se um profissional melhor.

Minhas expectativas são as melhores, pois as disciplinas serão muito mais aplicadas e provavelmente já terei decidido que área seguir, assim como uma grande parte das pessoas.

Considerações finais

Nesses quase três anos de curso, o aprendizado construído é enorme, mas ainda há muito mais a aprender. Muitas das experiências não são provenientes dos estudos em sala, mas sim de atividades extras à graduação, como as que são desenvolvidas no PET Civil.

Embora muitas vezes seja “puxado” cursar Engenharia Civil, vale muito à pena, pois existe a convicção de que é muito irado ser engenheiro!

Anúncios

Um comentário sobre “Engenheiro em formação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s