Conheça melhor o que são as “fundações” no ramo da construção civil

No que tange às diversas etapas as quais compõem uma construção, a mais comum e, talvez, uma das mais importantes, é a construção das fundações.

Todas as obras que se relacionam com o solo precisam estar apoiadas sobre estruturas as quais se responsabilizarão por passar para o solo todos os esforços solicitantes da edificação. Desse modo, diz-se que fundação é o termo na engenharia para designar as estruturas responsáveis por transmitir as cargas das construções ao solo.

Estas estruturas são dimensionadas por Engenheiros Calculistas e devem ser especificadas levando em consideração o tipo de solo sobre a qual ela estará apoiada, o material utilizado, bem como a carga da construção a qual ela apoiará. De um modo geral, fundações são divididas em dois grandes grupos.

GRUPO 1: Fundações rasas ou diretas.

GRUPO 2: Fundações indiretas ou profundas.

Conheça, agora, alguns tipos de fundações e suas principais características:

FUNDAÇÕES RASAS OU DIRETAS

Define-se como fundações rasas ou diretas as fundações as quais os esforços solicitantes da edificação são transmitidos ao solo, predominantemente, por meio da base da fundação e em que a profundidade de assentamento do elemento não é elevada.

Tem-se como principais fundações rasas:

Blocos de fundação: assumem a forma de bloco escalonado, pedestal ou de um tronco de cone. A altura deste elemento é relativamente grande se comparado com as suas demais dimensões e resiste principalmente por compressão.

download (1).jpg

Sapatas: são elementos de concreto em que a altura é relativamente menor que as dos blocos e que resistem, preponderantemente, por flexão. Tal elemento pode ser visto na forma isolada (comprimento similar à largura) e corrida (comprimento maior que a largura).

sapatas_uepg.gif

Radier: Em casos os quais se se necessita de uma grande quantidade de sapatas e cerca de 70% da superfície do terreno está preenchido por tal elemento, opta-se por construir um radier, que são fundações as quais, de modo grosseiro, pode-se comparar com uma laje. Este tipo de fundação é muito utilizado também quando se deseja reduzir os recalques do solo e, ainda, quando é necessária uma grande velocidade de execução da fundação.

download (1) (1).jpg

FUNDAÇÕES PROFUNDAS OU INDIRETAS

Tipo de fundação o qual os esforços são transmitidos ao solo, principalmente, por meio do contato lateral do elemento com o solo. Falar em fundações profundas, geralmente, significa falar de estacas e estas podem ser das mais variadas possíveis, distinguindo-se umas das outras pelos procedimentos adotados.

Estacas: são definidas como elementos esbeltos, caracterizados pelo grande comprimento e pequena seção transversal. São geralmente utilizadas em grupo e solidarizadas por meio de um bloco de concreto armado, denominado bloco de coroamento.

779.jpg

Existem vários tipos de estacas, sendo elas: Estaca Raiz; Estaca Strauss; Estaca Apiloada; Estaca Franki; Estaca Hélice Contínua Monitorada;

De acordo com o exposto, pode-se inferir que não há um tipo de fundação que seja melhor que o outro. O que ocorre é que algumas soluções são melhores aplicadas em determinadas situações e isso pode ocorrer por diversos motivos. Ademais, ao se analisar todos os aspectos que envolvem a construção de uma fundação, é altamente necessário fazer verificações dos custos que se terá para fazer uma determinada fundação dado que esta pode corresponder entre 3% a 7% dos custos totais de uma obra.

Fonte:

Apostila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s