Escócia vai ter a primeira usina eólica offshore flutuante do mundo

Turbinas eólicas offshore são turbinas eólicas instaladas nos oceanos e o seu uso, a cada ano, vem crescendo vertiginosamente. Mas sua aplicação tem se limitado a áreas onde o mar possui pequena profundidade, sendo assim um local fácil para construir fundações, já que tais turbinas que são gigantescas.

Pensando em tudo isso, a Statoil e a Masdar, empresas multinacionais do setor de energia, uniram forças para criar turbinas eólicas offshore que funcionam de forma diferente. Em vez de serem fixadas nas profundezas do mar, elas são ancoradas usando cabos que permitem que elas flutuem com uma certa estabilidade.

Isso quer dizer que parques offshore poderão ficar localizados em águas mais profundas, assim muito mais áreas  terão as condições de ventos favoráveis, onde não interferem na paisagem do litoral e também nas rotas de migração de aves.

Uma outra vantagem dessa tecnologia é que ela será desenvolvida em larga escala, podendo ter seus custos bem reduzidos. De acordo com Sami Grover, do site TreeHugger, os custos da energia eólica offshore já estão em queda em relação às expectativas, e alguns pesquisadores argumentam que as turbinas flutuantes serão ainda bem mais econômicas.

As fundações são mais caras para serem fabricadas, mas muito mais fáceis de instalar, economizando tempo na água. Um outro benefício é que seu movimento do vai e vem das ondas deve reduzir as vibrações, o que talvez diminua custos com manutenções.

O parque eólico piloto vai ficar a 25 km da costa de Peterhead, na Escócia, e ocupará cerca de quatro quilômetros quadrados em águas com profundidade de 95 a 120 metros. A velocidade média do vento nesta área do Mar do Norte é de cerca de 10 m/s.

“O objetivo do parque piloto de Hywind Scotland é demonstrar o custo/benefício e de baixo risco para futuros parques eólicos flutuantes em escala comercial”, diz Irene Rummelhoff, vice-presidente executivo da multinacional Statoil.

O parque eólico abastecerá 20 mil residências quando estiver em produção a partir do final de 2017.

Fonte: Engenharia é

Anúncios

Um comentário sobre “Escócia vai ter a primeira usina eólica offshore flutuante do mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s