Qual a base de um projeto estrutural?

O projeto estrutural começa com a escolha do tipo de estrutura a ser projetado. Para que qualquer projeto estrutural comece, precisamos de certos dados. Estes dados incluem informações sobre o tipo de estrutura, condições do local, condições de carga, tipo de exposição ambiental, zona de terremoto e zona de vento.

Resultado de imagem para projeto estrutural

Condições do local:

O projeto estrutural da fundação requer dados de investigação geotécnica do solo, por exemplo: a capacidade segura de suporte do solo e a profundidade do nível do lençol freático.

Cargas sobre a estrutura

2.Cargas mortas

As cargas mortas são cargas do peso próprio dos elementos estruturais, tais como vigas, colunas, lajes, paredes, acabamentos, gesso etc. Todos os elementos estacionários ou equipamentos que podem ser permanentemente posicionados na estrutura também devem ser considerados como carga morta. As cargas mortas também são chamadas de peso próprio e são calculadas como volume multiplicado pelo seu peso unitário. Unidade de diferentes materiais são fornecidos pelas normas locais.

2.Cargas vivas

Cargas vivas também chamadas de cargas impostas são cargas prováveis ​​que a estrutura pode ser submetida durante a sua utilização. Estas são cargas que são móveis ou dinâmicas na natureza e podem ou não estar presentes na estrutura durante todo o uso planejado da estrutura. Por exemplo, para uma estrutura industrial, cargas de pessoas e ferramentas de manutenção podem ser chamadas como cargas vivas, enquanto cargas de equipamentos que estão estacionárias em um local é considerada como carga morta.

Cargas vivas são diferentes para diferentes tipos de estruturas e varia de acordo com o tipo de ocupação. Por exemplo, para um edifício residencial, a carga viva no piso é considerada como 3 kN / m2, enquanto que para estruturas industriais ou centros de negócios as cargas vivas podem ser consideradas 4 ou 5kN / m2. Essas cargas variam para diferentes estruturas com base no uso pretendido.
As cargas vivas mínimas que devem ser consideradas para efeitos de projeto são obtidas a partir dos respectivos códigos normalizados com base no país ou região. ASCE 7 fornece cargas vivas mínimas ao vivo para edifícios e outras estruturas nos EUA. Enquanto na Índia, o IS875 Part-2 fornece diretrizes para cargas vivas mínimas.

Para o projeto de qualquer estrutura, em cargas vivas deve ser considerado com base em planos de expansão futura e todas as probabilidades de cargas que a estrutura pode experimentar durante a sua vida útil, deve ser considerada.

Resultado de imagem para projeto estrutural

3.Cargas de vento:

As cargas de vento são cargas horizontais que estão presentes na área de superfície do edifício. Esta carga é calculada com base no local onde o edifício se encontra, verificando-se a velocidade máxima do vento no local. Isso pode ser obtido a partir do mapa de vento do local. Esta velocidade do vento é convertida em força com base na área de superfície e orientação da direção do vento de construção. A forma do edifício também é considerado para o cálculo.

Projeto de Estruturas:

A concepção estrutural de edifícios ou outras estruturas deve ser realizada de acordo com as normas e os códigos normatizados.

Os métodos de projeto estrutural são selecionados com base nas práticas locais. Método do esforço de trabalho, método do estado limite, método do projeto do fator da resistência de carga. Estes são os métodos utilizados para a concepção de membros estruturais e são orientados pelo código de prática padrão relevante.

Os seguintes fatores devem ser considerados para a concepção de edifícios ou outras estruturas e devem estar em conformidade com os códigos normalizados:

     – Assentamento máximo permitido da fundação / estrutura.
     – Desvios verticais e laterais de edifícios, estruturas como um todo e outros elementos estruturais.
     – O deslizamento e a inversão de edifícios ou estruturas devem ser controlados e evitados por projeto.
     – As diretrizes padrão detalhadas devem ser seguidas no desenho.
     – Toda a engenharia e design devem obedecer aos códigos de práticas relevantes e aplicáveis, aos estatutos locais e às regras de acordo com a diretoria de indústrias e fábricas e conforme listado na Base de Projeto.
     – As condições de exposição ambiental devem ser consideradas na concepção e os respectivos factores devem ser aplicados na concepção dos elementos estruturais.
     – Tipos de materiais de construção e membros estruturais e suas propriedades devem ser usados ​​durante o projeto.
     – Cuidados especiais devem ser tomados para proporcionar fuga fácil dos ocupantes durante situações de emergência, como incêndio.

Estes são apenas alguns pontos, muitos outros fatores também devem ser considerados e podem ser relevantes para o projeto. Deverá ser mantida e seguida uma lista de verificação para diferentes tipos de concepção estrutural para evitar qualquer erro durante a construção.

Fonte, em inglês: The constructor

Matéria traduzida e adaptada por Jean Loes, bolsista do PET Civil UFC.

Anúncios

Um comentário sobre “Qual a base de um projeto estrutural?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s