Pavimento permeável, a solução no combate às enchentes

Imagem relacionada

A Associação Brasileira de Cimento Portland fortaleceu os estudos no setor de polímeros desenvolvendo um sistema de infiltração de água no solo, que permitiu reduzir os problemas da urbanização e inibiu possíveis impasses com enxurradas.

Continuar lendo

Anúncios

57 andares em menos de 20 dias: o mais alto edifício pré-fabricado do mundo

Construir um edifício de 180 mil m² em apenas 19 dias pode parecer inviável, mas não para os chineses. Com um método construtivo inovador, a partir de módulos prontos e vigas que se encaixam facilmente, foi possível executar três andares por dia, somando 57 pavimentos, com 800 apartamentos, 19 salas e uma capacidade para 4.000 pessoas.

Continuar lendo

Elevador de barcos? Sim, existe! Conheça a incrível Roda de Falkirk.

Imagine dois canais que se cruzam. Duas valas artificiais cheias de água, que permitem a passagem de embarcações. Agora imagine também que há um pequeno inconveniente: um desnivelamento que obrigou que um desses canais fosse construído em uma altura bem maior que a do outro. Digamos… 24 metros.

Continuar lendo

Aplicação de estruturas metálicas em edifícios de múltiplos andares? Dá certo?

Seguindo a tendência mundial, onde há décadas faz-se o uso de estruturas metálicas em edificações de múltiplos andares, o Brasil, embora atrasado, finalmente despertou para o grande mercado da construção civil industrializada. Graças às privatizações das empresas do setor produtivo do aço, novas políticas empresariais foram implementadas visando adaptações de seus departamentos técnicos e de marketing, no atendimento das necessidades deste novo segmento.

Concomitantemente ao desenvolvimento da industria do aço, e a exemplo do que ocorre nos países mais desenvolvidos, foram criadas empresas nacionais e de capital estrangeiro, para fornecimento de produtos e serviços complementares a este tipo construtivo industrial.

estrutura-multiandares01 estrutura-multiandares02

 

 

 

 

Hoje podemos assegurar que o Brasil possui um parque industrial de primeira qualidade, que juntamente com as empresas de engenharia consultiva e de serviços, podem se igualar aos seus similares estrangeiros, fazendo da construção metálica de um modo geral, um dos baluartes da arquitetura industrial nacional.

Vantagens das estruturas metálicas em edifícios

A cada obra, mais e mais vantagens decorrentes da utilização das estruturas metálicas são aferidas. Dentre outras as mais importantes são:

· Maior liberdade no projeto arquitetônico com utilização de vãos livres maiores
· Alívio nas fundações em até 30% e conseqüente redução nos custos
· Organização total no canteiro de obra
· Garantias de níveis e prumos. A construção convencional trabalha ao centímetro, enquanto a construção metálica tem a precisão do milímetro
· Racionalização de materiais e mão-de-obra. A obra transforma-se num processo industrial contínuo e de fácil controle
· Menores custos administrativos
· Redução de acidentes
· Melhor qualidade da obra devido aos processos mecanizados
· Flexibilidade na construção: montagem e desmontagem mais rápidas
· Escadas pré-fabricadas utilizadas durante a obra
· Menor prazo de execução e retorno financeiro antecipado
· Compatibilidade com outros sistemas construtivos industrializados
· Otimização do “grid” da obra
· O aço é 100% reciclável

É de suma importância enfatizar que, comparativamente, as obras que utilizam procedimentos industrializados, proporcionam menor custo global, embora em alguma etapa, haja discrepância de valores com a construção convencional.

Assim sendo, os estudos comparativos devem ser feitos levando-se em conta a edificação pronta, e não somente uma etapa ou segmento desta, (por exemplo: não se deve comparar custos entre o esqueleto metálico e o seu similar em concreto armado).

Um exemplo nacional

Como exemplo de sucesso nacional, dentre as centenas de obras prediais modernas, executadas com estruturas metálicas, podemos citar a construção do Hotel Internacional
de Guarulhos – S.P. da rede Caesar Park, inaugurado em 2001.

estrutura-multiandares05

Podemos concluir que, embora tratando-se de uma edificação de finíssimo acabamento, como assim o exige a qualificação de hotéis cinco estrelas, a obra foi executada num prazo record de 1 ano e três meses, somente possível, graças ao alto grau de industrialização dos materiais empregados. Tal prazo jamais seria possível numa construção convencional.

estrutura-multiandares06

Custos

Atualmente no Brasil, o custo nas construções convencionais de edificações de múltiplos andares, tem se dividido nas seguintes proporções:

· 40% custo de mão de obra direta ou indireta;
· 60% custo de materiais.

Sabemos também que, para a realização de uma determinada operação, o custo global da mão de obra em campo é pelo menos, duas vezes maior do que em uma indústria, tomando- se como base de avaliação, a produtividade. Portanto, a construção industrializada, traz consigo, possibilidade de reduções dos custos nestes dois aspectos:

· Diminuição ao máximo das operações construtivas em campo, com conseqüente redução do número de homens/hora;
· Projeto inteligente, para racionalização e utilização de materiais de melhor qualidade e de menores preços.

Assim sendo, e conforme já falamos anteriormente, os custos globais de uma construção industrializada, via de regra, são inferiores ao de uma construção convencional.

Estes devem ser avaliados, tomando-se todos os aspectos da obra, desde o planejamento, o projeto e a especificação e aquisição dos materiais, a mão de obra no canteiro, o gerenciamento e a construção propriamente dita. Numericamente, em certos tipos de sistemas construtivos, a construção industrializada metálica, pode levar a uma economia de até 25%.

Fonte: Metálica

 

A função social do engenheiro quando o assunto é saneamento básico.

O crescimento exponencial tecnológico atingido nas últimas décadas é sem dúvidas o maior legado das grandes pesquisas e investimentos na ciência. No entanto, é lamentável que este crescimento tenha se dado de forma não conforme, se compararmos as várias regiões do nosso país, criando zonas habitadas que não sustentam o mínimo de dignidade para a condição da vida humana.

Continuar lendo