Recalques em edificações

Antes da construção de qualquer obra de engenharia é necessário um estudo por completo para que a mesma seja realizada da forma mais segura, durável, econômica, dentre outras atribuições. Um erro em alguma das fases do planejamento, como na análise do local, do solo, das situações disponíveis para a construção pode acarretar problemas graves, sendo um desses os recalques em edificações.

Todas as estruturas são edificadas sob solos dos mais diversos e cada um com características próprias. Todos eles são submetidos a cargas e nossos, geralmente sofrem o conhecido recalque, que nada mais é do que uma deformação vertical do terreno, deformação do solo.

O recalque é bastante comentado na Engenharia Civil e Arquitetura por diversas vezes influenciar nas construções. Ocorre quando uma edificação sofre um rebaixamento devido ao adensamento do solo sob sua formação.

Imagem 1.jpg

 

Existem alguns tipos de recalque, que são:

Recalque diferencial – Quando parte dos elementos que compõem a base da edificação se move e outros permanecem em seus lugares. Mais comum nas estruturas.

Recalque por distorção angular – É a diferença entre o recalque diferencial e a distância entre os elementos de fundação.

Recalque total – Movimento absoluto de um elemento de fundação. Geralmente não causam danos ao edifício.

Esse efeito pode causar danos sérios a estrutura dependendo do tipo e magnitude, podendo gerar fissuras ou trincas na mesma, ruptura de esgotos e galerias, emperramento de portas e janelas, e ainda, desaprumo da estrutura.

Em busca de evitar os recalques é preciso atentar para as diversas causas, pois os mesmos podem acontecer devido a solos colapsíveis, a escavações em áreas próximas à fundações e escavações de túneis.

Principalmente quanto ao solos sob os quais serão construídos, deve-se haver uma atenção maior com o intuito de precaução. Baixo índice de resistência a penetração, granulometria aberta e grande porosidade são indicativos de solos colapsíveis. Além do mais, métodos, já empregados, como compactação e adensamento prévio das camadas de solos menos resistentes e a utilização de fundações profundas são consideradas medidas preventivas.

Alguns recalques bastante conhecidos são a Torre de Pisa e a Catedral do México. No Brasil tem-se os edifícios de Santos – SP e em Amsterdam, os edifícios “dançantes”.

Imagem 2.jpg

 

Imagem 3.png

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s