Conheça um pouco mais a história e a construção da Torre Eiffel

Mesmo se você ainda não visitou Paris, certamente consegue visualizar a Torre Eiffel em sua memória. O ícone da capital francesa é também uma das grandes obras de engenharia civil e arquitetura do mundo moderno. A torre tornou-se símbolo de romantismo e glamour, sendo protagonista de quadros, pedidos de casamento, objetos de decoração e moda. Mas se ela está lá,  exibindo 324 metros de altura, foi graças ao projeto do engenheiro civil Gustave Eiffel e sua equipe. Eiffel já havia trabalhado em projetos inovadores, como a Estátua da Liberdade. O projeto da torre foi escolhido entre mais de cem concorrentes para ser o monumento que celebraria o centenário da Revolução Francesa, em 1889.

dasdads.jpg

Na época, surgiram inúmeros protestos de pessoas que consideraram a torre como uma ameaça à estética da cidade. Foi publicada uma carta intitulada “Carta de Protesto dos Artistas contra a torre do Sr.Eiffel”. Confira um trecho: “Nós, escritores, pintores, escultores, arquitetos e amantes das belezas de Paris – que até então estavam intactas – protestamos com toda nossa força e toda nossa indignação, em nome do subestimado bom gosto dos franceses, em nome da arte francesa e da história sob ameaça, contra a construção, no coração de nossa capital, dessa inútil e monstruosa Torre Eiffel…”.

Como resposta, o engenheiro resumiu o propósito da torre. “Não só a arte do engenheiro moderno, mas também o século da Indústria e Ciência em que estamos vivendo, e para o qual foi preparado o caminho pelo grande movimento científico do século XVIII e pela Revolução de 1789, para a qual este monumento será construído como uma expressão de gratidão da França”, disse Eiffel.

frehehrthdqdwqwqw.png

A obra

Na primeira etapa da construção foi feita uma fundação de concreto, em um buraco gigante a alguns metros abaixo do nível do solo. Por cima, uma camada compacta de cascalho. Mais de uma centena de homens trabalhou no local por cinco meses. Cerca de 300 operários começaram a montar a estrutura de ferro fundido, utilizando andaimes de madeira. Outra centena de metalúrgicos forjava as 18 mil peças que iriam compor a torre. O complexo desenho das vigas foi projetado para garantir estabilidade contra ventos fortes. Já o design arqueado dos pés da base tinha caráter puramente estético. Em 21 meses a estrutura metálica de 10 mil toneladas estava pronta!

eewrwrewre.jpg

As reformas da Torre Eiffel

Parte do chão do primeiro andar da torre passou a ser de vidro transparente, para permitir aos visitantes verem Paris debaixo dos seus pés, a 57 metros de altura. A partir de 2014 passou também a produzir parte da energia de que precisa para funcionar e também ganhou adaptações para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida ao primeiro andar.  Os próximos passos são a inclusão de pequenas turbinas eólicas, painéis solares e um mecanismo para aproveitar a água da chuva e as águas utilizadas pelos serviço da torre, que pretende aumentar a eficiência energética do monumento em 30%. Além disso, a grelha de ferro que hoje protege o centro da torre será substituída por vidro para que a vista fique mais ampla.

Você sabia que a Torre Eiffel quase foi demolida?

O monumento foi erguido com tempo de validade. Ao final do contrato, em 1909, a torre quase foi demolida. O que salvou foi a antena de rádio, colocada posteriormente. Mal sabiam que ela se tornaria uma verdadeira mina de ouro. Até o final de 2017, foram 300 milhões de visitantes. Isso dá um lucro médio de mais de 70 milhões de euros por ano.

dwqwdqwdqzz.png

Fonte: https://blogdaengenharia.com/construcao-da-torre-eiffel/

Anúncios

Conheça a primeira ponte metálica do mundo construída por impressão 3D

O estúdio Joris Laarman Lab anunciou a conclusão da MX3D, a primeira ponte metálica do mundo construída através de impressão 3D. A tecnologia de impressão tridimensional de ligas metálicas foi pela primeira vez anunciada em 2014, tendo a construção da ponte arrancado em 2015.

ponte-metalica-construida-impressao-3d-01.jpg

A estrutura, que será instalada na zona histórica portuária de Nederlandsche Dok en Scheepsbouw Maatschappij (NDSM), em Amesterdão, representa uma nova era na área da construção metálica, estando associada a uma tecnologia com potencial para revolucionar a indústria da construção civil.

A liberdade de criação, sem precedentes, oferecida pelos processos de fabricação aditiva (impressão 3D) permitem que o dimensionamento de pontes e o projeto de engenharia civil em geral se possa focar, em paralelo à otimização estrutural, em aspetos como a usabilidade e a sustentabilidade.

 

 

O planeamento, projeto e construção da ponte desenrolaram-se ao longo de 18 meses, tendo sido desenvolvida uma obra de arte pedonal de geometria complexa com um tabuleiro de 12,5 metros de comprimento e 6,3 metros de largura.

A ponte foi impressa utilizando robôs industriais de seis eixos, equipados com mecanismos extrusores especializados, que permitiram a pré-fabricação dos diferentes elementos estruturais da ponte.
Para a execução da estrutura de 4 toneladas e meia de peso, foram utilizados mais de 1100 quilómetros de cabos de aço, fundidos e sucessivamente depositados em camadas, com base num modelo digital tridimensional pré-definido.

O projeto e construção da ponte MX3D foram patrocinados pela multinacional tecnológica Autodesk, que apoiou igualmente o desenvolvimento das ferramentas de software de CAM (Computer-Aided Manufacturing) necessárias ao dimensionamento e fabrico da estrutura.

Fonte: https://www.engenhariacivil.com/ponte-metalica-construida-impressao-3d

Barragens: Conheça mais sobre essas estruturas e seus diversos tipos!

Construídas de forma natural ou artificial sobre córregos, rios ou canais, as barragens têm a função de reter e controlar o fluxo de água. Independentemente de sua finalidade e do tipo de funcionamento, que varia bastante, elas apresentam um elemento comum: em algum ponto do percurso, a água fica retida no reservatório formado pelos suportes erguidos.

A especialista Fernanda Gouveia, coordenadora do Laboratório de Engenharia Civil (LEC) e professora do mestrado em Engenharia de Barragens da Universidade Federal do Pará (UFPA), elenca as funções dessas estruturas: “As barragens são utilizadas para o abastecimento de água para consumo humano e de animais; para a irrigação, a recreação e o paisagismo; para o controle da qualidade da água e de enchentes; para a garantia mínima de vazão a jusante; navegação; aquicultura; geração de energia elétrica; e contenção de rejeitos”.

i1

Continuar lendo

A Importância do Transporte Marítimo no Brasil

Um dos modais mais importantes para a indústria e a logística no Brasil, o transporte marítimo ainda não tem todo o seu potencial devidamente utilizado. Sua importância está diretamente ligada a intermodalidade, à geração de novos empregos, ao aumento na movimentação de cargas no país e ao fortalecimento do setor de logística no mercado nacional. Apesar de todas as dificuldades que enfrenta – com portos ainda inadequados, burocracia e altas tarifas, para citar apenas algumas – o setor movimenta mais de 350 milhões de toneladas ao ano. Fica fácil imaginar o quanto este número pode melhorar se houver uma preocupação e um trabalho efetivos para alterar este quadro.

555d28f1f4094-transporte-maritimo.jpg

Continuar lendo

Armaduras e cobrimentos: Descubra a importância desses elementos para uma estrutura de concreto.

Em uma estrutura de concreto armado, o aço tem como função básica resistir aos esforços de tração. Isso ocorre, pois o concreto não possui resistência à tração suficiente para absorver os esforços solicitantes de uma edificação. Nessa lógica, durante a realização do cálculo estrutural, as regiões sujeitas aos esforços de tração devem ser armadas. Por exemplo, no caso de lajes simplesmente apoiadas, sob a ação de cargas verticais dirigidas de cima para baixo, a armadura deve ser colocada na face inferior da laje.

O trabalho solidário do concreto com o aço é possível graças às compatibilidades física e química que ocorrem entre os dois materiais:

  • Compatibilidade física – o aço e o concreto possuem deformações próximas durante as variações térmicas.
  • Compatibilidade química – o aço não se corrói com o ambiente alcalino do concreto.

CAs

Continuar lendo

Know the biggest circular building of the whole world!

This iconic commercial building of height 121m headquarters property developer Aldar of Abu Dhabi. Designed in Qatar by MZ & Partners in 2005, Arup became the senior advisor to the project and got the cores were completed at 12 months to project the first building engineering concept. The project was developed following the principles of the American system of classification of U.S. Green Building Council LEED, and offers 62,000 m2 of office space over 23 floors.

The building Aldar Headquater received several awards and recognitions, including the “Best Futuristic Design” award by The Building Exchange (BEX), and Silver LEED as green building Green Building Council (USA)

Aldar Headquarters has a distinctive design and innovative building facades hemispherical comprising two circular shaped convex, joined by a narrow strip of corrugated glass. This iconic structure is completely circular fully glazed elevation and curve in all other respects.

aldar1

Continuar lendo

Conheça as principais patologias na construção civil

Após a publicação do Código de Defesa do Consumidor (CDC) pode-se observar um grande aumento nos números de reclamações dos clientes após a compra do produto. Essa lei garantiu alguns direitos e garantias aos consumidores, que foram ampliados em 2003 com o novo Código Civil. Os consumidores passaram a ter mais conhecimento acerca dos seus direitos com o surgimento de órgãos de defesa do consumidor, tal como o PROCON. Foi a partir daí que empresas, como as da construção civil, passaram a sentir a necessidade de manter um maior controle de qualidade nos seus processos.

01579_02.jpg

Continuar lendo

Conheça as 10 Engenheiras mais poderosas do globo

Cada vez mais mulheres escolhem a Engenharia como profissão e conquistam aos poucos seu espaço, trabalhando em parceria com os profissionais do sexo masculino.

Conheça agora um pouco sobre e quem são as TOP 10 engenheiras do mundo!

Nº 10: Kath Polinsky – Salesorce – Vice-presidente de Engenharia da Salesforce

10

O CEO da Salesforce Marc Benioff está em uma missão recém-descoberta para encontrar e promover mulher talentosa em sua empresa. Cathy Polinsky tem sido, na verdade, uma engenheira de alto nível desde antes Benioff levar essa missão adiante.

Ela se juntou a Salesforce como engenheiro sênior em 2009, por meio do Yahoo (e Oracle antes disso). Ela realizou uma série de papéis importantes na engenharia.

Como vice-presidente de engenharia da busca corporativa, ela está conduzindo o esforço da Salesforce para criar o seu próprio motor de busca. Salesforce sonha em ser um grande jogador no novo e aquecido mercado de dados, e para fazer isso, ele precisa de sua própria tecnologia de busca.

 

Nº 09: Samantha Cristoforetti – Astronauta italiana – Astronauta da Agência Espacial Europeia

9

Em novembro de 2015, a primeira astronauta da Itália, Cristoforetti, mudou-se para a Estação Espacial Internacional para uma excursão de seis meses. Ela começou a twittar fotos e postar vídeos da vida no espaço o que a transformou em uma estrela internacional na mídia social.

Ela ensina ciências, e, fotos postadas da Terra, mostra seus truques para comer doces em anti-gravidade, e ainda fez um tour ao “toalete” da estação espacial. Deveria retornar em maio, mas permanecerá na até junho de 2018.

 

Nº 08: Aprille Ericsson – NASA – Gerente do Programa Goddard Space Flight Center da NASA 

8

Ericsson é amplamente conhecida como a primeira mulher afro-americana a receber um Ph.D. em engenharia na NASA Goddard Space Flight Center.

Ela teve uma longa carreira como engenheira aeroespacial na NASA, desde então, trabalhou duro até chegar ao cargo de engenheira de sistemas em 1989. Agora, ela está fazendo divulgação, ajudando parceiros da NASA para co-desenvolver tecnologia.
Ela também tem sido professora na Universidade de Howard.

 

Nº 07: Yanbing Li – Vmware – Vice-presidente e Gerente Geral de Armazenamento e Disponibilidade da VMware

7

Li se juntou a VMware como gerente de engenharia trabalhando na China, até operar o centro corporativo de P&D.

Depois de cinco anos na China, ela ganhou uma promoção que a levou para o Vale e a colocou no comando de instalações globais. Ela, lidera a unidade de engenharia central, uma organização de 1000 pessoas em 5 países.

Em outubro de 2015, ela recebeu uma nova missão: construir uma “nuvem pública” para armazenar dados que pode assumir o grande S3 da Amazon (para não mencionar a Microsoft e Google).

 

Nº 06: Jeannette Asa – Microsoft – Vice-presidente Corporativo da Microsoft Research 

6

A Microsoft gasta cerca de US$ 10 bilhões por ano em pesquisa e desenvolvimento, e Wing administra todos os laboratórios, as enormes instalações de pesquisa da Microsoft.

Vamos apenas acrescentar que ela veio a Microsoft em 2013 após sua impressionante carreira como docente de ciência da computação na Universidade Carnegie Mellon, e trabalhou no National Science Foundation antes disso.

 

Nº 05: Kate Bergeron – Apple – Vice-presidente de Engenharia de Hardware da Apple 

5

Bergeron teve uma carreira longa e próspera na Apple, ela ingressou na empresa em 2002, e chegou a ser engenheira mecânica na fabricação de moldes de produtos móveis e, em seguida, trabalhou na equipe de design do Mac.

Agora está ocupando um cargo na fabricação de uma gama de produtos, incluindo novas tecnologias, como o Apple TV. No outono passado, ela foi promovida a vice-presidente.

Além disso, ela ensina no D-Lab do MIT, que está projetando tecnologias para ajudar a tirar as pessoas da pobreza.

 

Nº 04: Jen Fitzpatrick – Google – Vice-presidente de Engenharia e Gestão de Produtos do Google 

4

Fitzpatrick lidera as equipes de produto e engenharia para os produtos locais do Google, serviços como busca local e do Google Places. No outono passado, também lhe foi dado um dos serviços mais preciosos do Google, o Google Maps.
Ela está no Google desde 1999 e nesse tempo, já trabalhou em um grande número de projetos do Google, como AdWords, o Google News, engenharia corporativa e o sistema de pesquisa do Google.

 

Nº 03: Diane Greene – Empreendedora – Investidor-anjo, membro do conselho do Google, fundadora de startup

33

Diane Greene foi co-fundadora e CEO da VMware e após ser despedida após que a EMC a adquiriu, ela ainda é uma força no Vale do Silício.

Ela não só é considerada como uma das mulheres “mais inteligentes” fundadoras de Tecnologia como também está por trás de grandes sucessos do Vale, tendo investido ou aconselhado empresas como a Cloudera, Cumulus Networks, e Nicira.
E tem estado no conselho de administração do Google desde 2012.

Ultimamente, ela está trabalhando as escondidas em outra startup. Ninguém sabe muito, nem mesmo o seu nome, mas todo mundo está ciente e esperando a empresa a surgir.

 

Nº 02: Lisa Su – AMD – CEO da AMD 

2

A carreira de Su na fabricante de chips AMD tem sido nada menos do que meteórica.

Ela ingressou na AMD em 2012 como vice-presidente sênior e gerente geral, após 13 anos na IBM e pouco mais em outro fabricante de semicondutores, Freescale.
Na AMD foi nomeada COO e, ano passado tornou-se CEO, de repente, substituindo Rory Read, que administrava a empresa desde 2011.

Antes de ser CEO, Su ganhou elogios por seu trabalho como executiva de semicondutores.
Ela tem PhD em engenharia elétrica no MIT.

 

Nº 01: Ginni Rometty – IBM – CEO da IBM 

no-1-ibms-ginni-rometty

A primeira da nossa lista de Engenheiras mais Poderosas do Mundo, Rometty, conquistou sua posição de poder na IBM e em toda indústria de tecnologia conduzindo vendas maciças e as equipes de marketing da IBM.
Mas, ela começou sua carreira na IBM como engenheira de sistemas, alguns anos depois de se formar na Northwestern com uma licenciatura em ciência da computação e engenharia elétrica.
Sua formação em engenharia é uma das razões por ser tão animada sobre a IBM Watson, um computador super inteligente que pode pensar, raciocinar e falar como um ser humano. Ela tem todos os tipos de planos para transformar Watson em uma “vaquinha de dinheiro” para a empresa e ela diz que o Watson vai mudar radicalmente os cuidados de saúde.

Se Rometty consegue remodelar o seu caríssimo gigante de tecnologia em uma potência da próxima geração, ela e seu legado permanecerá poderoso para os próximos anos.

Fontes:

http://awacomercial.com.br/blog/23-das-engenheiras-mais-poderosas-do-mundo/

http://www.mulheresnaengenharia.com/

http://abes-sp.org.br/noticias/19-noticias-abes/6700-mulheres-na-engenharia-conquistas-e-desafios