Alvenaria Estrutural: uma solução econômica

Toda obra ou empreendimento deve passar por um estudo de viabilidade onde são confrontadas as expectativas para a obra e os recursos disponíveis para a sua execução. É aí nesta fase onde se estudam todas as possibilidades para a obra, incluindo o método construtivo, este é escolhido analisando aspectos como possibilidade de projeto e economia, por exemplo.

Os dois aspectos acima citados são os que caracterizam mais fortemente um método construtivo bastante difundido entre os construtores brasileiros: a alvenaria estrutural. Mas antes de abordarmos estes aspectos vamos apresentar brevemente este método construtivo.

Continuar lendo

Conheça os segredos da alvenaria estrutural

Nada de vigas nem pilares. O nome desse método já diz tudo: são as paredes que sustentam a casa. Com isso, a economia é certa. E a boa notícia é que, usando aço e concreto em alguns pontos, a imaginação não tem limites.

A principal vantagem de dispensar pilares e vigas na hora de construir é a economia. “A alvenaria estrutural pode representar uma redução de até 30% no custo final de uma obra em relação ao sistema convencional”, diz o arquiteto João Luiz Rieth. Como não ocorre quebra de blocos, desperdiça-se pouco material. “No convencional, as paredes são erguidas e depois rasgadas para que as tubulações fiquem embutidas. Nesse método, canos e fios passam por dentro dos blocos ao mesmo tempo que a parede sobe”, explica o arquiteto paulista Maurício Tuckshneider. Também se reduz o volume de fôrmas de madeira, usadas para moldar vigas e pilares. O canteiro fica mais limpo e organizado, com menor risco de acidente. Além disso, como a casa será mais leve, você ainda economiza nas fundações. Interessado? Veja abaixo as perguntas mais freqüentes sobre esse método construtivo.

Continuar lendo