RIOgaleão substitui concreto por esferas plásticas na construção de novo estacionamento

Quatro novos andares de estacionamento do terminal 2 estão sendo construídos com BubbleDeck, tecnologia inovadora e sustentável para o RIOgaleão.

espera-plastica-concreto

Com investimento de R$ 57 milhões, a construção do Edifício Garagem do Terminal 2 do Aeroporto Internacional Tom Jobim, que ganhará quatro novos pisos e mais de 2 mil novas vagas, conta com um sistema inovador e sustentável. Com o objetivo de reduzir o peso próprio das lajes, proporcionar mais agilidade e menor custo e impacto ambiental durante a fase de construção, o RIOgaleão adotou a tecnologia BubbleDeck, que utiliza as esferas de plástico no lugar do concreto que, neste caso, não desempenha a função estrutural.

Dessa forma, a quantidade de concreto utilizada na obra é 25% menor e as lajes construídas, mais leves, porém com a mesma resistência de uma laje maciça. As obras de melhoria da infraestrutura do aeroporto, que incluem os novos andares de estacionamento, são de responsabilidade do Consórcio Construtor Galeão, liderado pela Odebrecht Infraestrutura.

“O sistema é composto por esferas de polipropileno (resinas termoplásticas recicláveis), que reduzem a emissão de CO2, em média, em 46kg por m² de laje construída, inseridas de forma uniforme entre duas telas de aço. Esse processo traz velocidade na execução da laje e simplificação dos materiais empregados, quando comparados com metodologias convencionais”, destaca Pedro Moreira, diretor da Odebrecht Infraestrutura, responsável pela obra. “E, além de ser um projeto sustentável, conta com processos mais eficientes de produção. Com isso, diminuímos o risco de acidentes de trabalho e tornamos mais eficaz a gestão da segurança dos agentes envolvidos na atividade”, completa Moreira.

A ideia de utilizar BubbleDeck no Edifício Garagem surgiu devido a algumas particularidades da obra, que incluem os vãos médios de 16 metros entre os pilares e a redução no peso próprio do pavimento, além da necessidade de realizar as atividades com os atuais andares de estacionamento em operação. “Com esse cenário, tornou-se viável utilizar um sistema pré-moldado, que reduz o volume de concreto aplicado e permite alta produtividade na fase de execução”, explica o diretor da obra.
A nova tecnologia, utilizada pela primeira vez em um projeto de infraestrutura aeroportuária no Brasil, substituirá o concreto por mais de 180 mil esferas plásticas. As esferas são produzidas em polipropileno, com diâmetro de 36 centímetros.

A obra faz parte do investimento de R$ 2 bilhões do RIOgaleão, que serão investidos até abril de 2016 para melhorias de infraestrutura. Até lá, um novo píer ligado ao Terminal 2 estará construído, com 26 novas pontes de embarque. A concessionária também investe na ampliação e otimização dos estacionamentos, que terão sistemas inteligentes de localização de vagas.

Com a construção de quatro novos andares no prédio-garagem, serão oferecidas mais 2.100 vagas. Além disso, novas câmeras de segurança serão instaladas nos dois terminais e haverá um moderno centro de comando e monitoramento integrado de todo o aeroporto. As instalações do RIOgaleão Cargo, terminal de cargas da concessionária, também serão adequadas. Até o fim da concessão, o investimento do RIOgaleão será de R$ 5 bilhões.

De acordo com RIOgaleão.

Fonte: “Engenharia é”

Anúncios

Ladrilho produz energia a partir dos passos de pedestres

O desenvolvimento de cidades mais inteligentes, devido à escassez dos recursos e as necessidades ilimitadas da população, estão provocando o surgimento de tecnologias que tragam benefícios tanto para a sociedade, como diminuição dos gastos, quanto para o meio ambiente, trazendo redução na utilização dos meios.

Devido a esses fatores, foi desenvolvido pela empresa Pavegen systems, um ladrilho que produz energia a partir do impacto dos passos dos pedestres. Essa tecnologia converte a energia cinética em energia elétrica que pode ser armazenada e usada para uma variedade de aplicações, como iluminação pública, sinalização, etc.

1

Continuar lendo

Estádio Nacional de Varsóvia: A arquitetura que vai encantar a EuroCopa 2012

O Estádio Nacional de Varsóvia foi idealizado no local do antigo Stadion Dziesięciolecia (Estádio Décimo Aniversário) que foi construído em 1955.

Seus 313 m de comprimento e 280m de largura com uma agulha que paira sobre o campo com 97 m de altura se encaixam perfeitamente no cenário arquitetônico de Varsóvia.
A construção foi feita especialmente para a EuroCopa 2012 que será disputada em oito sedes divididas igualmente entre Polônia e Ucrânia.

Continuar lendo

King’s Cross Station, em Londres, ganha novo saguão para passageiros

Cobertura semicircular da construção vence vão de 150 m

Vigas metálicas se entrelaçam na cobertura

Foi inaugurada ontem (19.03) em Londres, na Inglaterra, a expansão da estação de trem King’s Cross, uma das maiores da cidade. O projeto, de autoria de John McAslan + Partners, consiste em um pátio coberto por uma estrutura metálica semicircular com um vão de 150 m de largura e 20 m de altura em seu ponto mais alto. Segundo o escritório, esta é a maior estrutura do tipo utilizada em uma estação.

A cobertura parte de 16 colunas de aço em forma de árvore localizadas em volta do saguão, de onde saem as “ramificações” de vigas de aço que se encontram no centro do semicírculo, resultando numa espécie de funil. Esse espaço deverá se tornar uma das principais entradas da estação.

Grande parte do saguão será coberto por telhas metálicas, mas o centro do semicírculo será coberto com vidro, para favorecer a iluminação natural. A luminosidade do local também será provida pela fachada traseira do saguão, toda em vidro. Esse novo saguão de 7,5 mil m² se conecta à parte oeste da estação, que mantém as características arquitetônicas originais.

Continuar lendo

Construa sua casa com garrafas PET

Não parece, mas estes materiais juntos formam um bloco muito resistente – inclusive superando o concreto.

De uma maneira sustentável e barata, utilizando garrafas com lama e cimento como matéria-prima, nigerianos constroem residências à prova de balas e resistentes à terremotos. Além disso, conseguem manter a temperatura interior em 17º através da alimentação pela energia solar, o que eleva o teor de conforto aos habitantes.

Continuar lendo

Estádio do Castelão, em Fortaleza, passa por ensaio em túnel de vento

Pesquisadores do IPT avaliam a ventilação dos ambientes internos da construção para saber qual será a sensação térmica percebida pelos visitantes durante os jogos

Uma maquete em escala 1:200 do estádio do Castelão, atualmente em reforma na cidade de Fortaleza, passou no início do mês por um ensaio no túnel de vento do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em São Paulo. O IPT avaliou a ventilação das áreas de ocupação das arquibancadas para saber qual será a sensação térmica percebida pelos usuários. Segundo Gilder Nader, pesquisador do túnel de vento, “os dados serão convertidos para a escala real, e então sobrepostos com informações climáticas de Fortaleza, como as temperaturas médias e umidade relativa, além da insolação do estádio”.

Resultados do mapeamento serão sobrepostos com informações climáticas de Fortaleza

Continuar lendo

Inovações no concreto #2 – Concreto Auto-Adensável

Imagine que seja possível fazer com que o concreto mova-se, por ação do seu próprio peso, no interior das formas, não havendo a necessidade de adensamento do mesmo. Esse post traz o tipo de concreto que é capaz de garantir o preenchimento de todos os espaços vazios uniformemente, graças a sua natureza fluida.

Continuar lendo

Construção civil investe em novas técnicas

A falta de mão de obra qualificada necessária para atender a demanda da construção civil faz com que o setor invista em pesquisas e encontre técnicas capazes de tornar as obras mais rápidas sem que a segurança e a sustentabilidade ambiental e econômica sejam deixadas de lado.

Entre as tecnologias para construir mais rápido e com menor custo está o steel framing, já bastante disseminada nos Estados Unidos e que vem conquistando os brasileiros. Diferente do sistema construtivo em alvenaria, prevê a construção de imóveis com base em perfil metálico revestido com drywall ou placas de madeira OSB.

Segundo o engenheiro civil Mauro José de Souza Araújo, também professor dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura do Cesumar, de quebra o steel framing proporciona conforto acústico e térmico, já que entre essas placas podem ser empregados isolantes à base de lã de rocha, lã de vidro ou lã de garrafa de plástico reciclável (PET). Já externamente, o acabamento pode ser realizado com uma placa cimentícia feita com a mistura de papelão e cimento.


Estrutura em perfil metálico, steel framing é sinônimo de obra racional, rápida e limpa

Continuar lendo

Recém-inaugurado, estádio polonês para a Eurocopa de 2012 conta com cobertura móvel

Arena para 55 mil pessoas também se destaca pela fachada de membrana transparente

O Estádio Nacional da Polônia, localizado na capital do país, Varsóvia, recebeu o seu primeiro evento na última segunda-feira (30). Com capacidade para 55 mil pessoas, a arena foi construída para a Eurocopa de Futebol de 2012, que será realizada na Polônia e na Ucrânia. A construção chama a atenção pela camada externa de membrana transparente e de vidro, que é iluminada durante a noite nas cores vermelha e branca, da bandeira da Polônia, e pela cobertura móvel de membrana tensionada. O projeto de arquitetura é dos escritórios J.S.K. Architekci, da polônia e dos alemães do von Gerkan, Marg und Partner (GMP).

Continuar lendo

Empreendimentos na Grande BH utilizam a tecnologia em larga escala

Arenas esportivas, fábricas, conjuntos habitacionais e outras edificações são favorecidas do ponto de vista de prazo, economia de custo final e canteiro racionalizado

Elementos pré-fabricados vivem um momento favorável.  A falta de mão de obra na construção — que pode ser compensado com o uso intensivo de componentes prontos para obra —, cronogramas e orçamentos apertados — tornam a pré-fabricação mais competitiva — e a própria difusão da tecnologia no País dão sustentação à afirmativa.

Continuar lendo