Estruturas estaiadas

Aplicações indicadas, tipos de ancoragem e de tabuleiros e principais métodos construtivos para uso de estais em pontes e passarelas

O uso de estruturas estaiadas para transpor obstáculos não é propriamente uma novidade. Pelo menos desde os anos 1940 pontes e passarelas sustentadas por cabos de aço (estais) são erguidas em todo o mundo para vencer médios e grandes vãos. Mas nos últimos anos, esse sistema construtivo vem apontando, no Brasil, como principal tendência para a construção de pontes e viadutos, em detrimento das pontes pênseis e fixas. As razões para isso vão desde a maior preocupação dos administradores públicos com o impacto estético desses grandes elementos na estética das cidades, ao aperfeiçoamento da tecnologia, que culminou em aços de alta resistência, estais e ancoragens mais avançados, bem como softwares que facilitaram e análise das estruturas.

No modelo estaiado, os esforços são absorvidos pela parte superior do tabuleiro, por meio de vários cabos que se concentram em uma torre apoiada em um bloco de fundação. A fixação dos cabos pode ser feita em forma de leque (com um ponto fixo no pilar), em forma de harpa (com cabos paralelos partindo de vários pontos do pilar) ou em forma mista.

 

João Luiz G. Silva

Ícone arquitetônico da capital paulista, a ponte Octavio Frias de Oliveira sobre o rio Pinheiros tem 144 estais, que consumiram 500 t de cordoalha de aço, numa extensão de 378 mil m. O projeto da ponte foi o primeiro a possuir duas pistas em curva, sustentadas por um mesmo mastro. Ao todo, a ponte possui 144 estais, cada um com dez a 24 cabos de aço, protegidos por tubos amarelos de polietileno al

Continuar lendo

México recebe recorde por ponte estaiada mais alta do mundo

Ponte Baluarte Bicentenario tem pistas suspensas a 403 metros de altura.Parte da estrada Durango-Mazatlán, ela deve ser aberta no fim do mês.

Vista aérea da ponte Baluarte Bicentenario, no México (Foto: Reuters/Alfredo Guerrero/Presidência do México)

O presidente do México, Felipe Calderón, recebeu nesta quinta-feira (5) um certificado do livro Guinness pelo recorde que seu país quebrou ao construir a ponte estaiada mais alta do mundo, por contar com quatro pistas suspensas a 403 metros de altura.

Continuar lendo

Belém conta com nova passarela estaiada sobre a BR-316

Pórtico Metrópole funcionará como marco referencial de entrada na cidade

Mauricio Lima

A capital paraense tem uma nova travessia sobre a Rodovia BR-316. O Pórtico Metrópole, inaugurado recentemente, funcionará também como um novo ponto turístico para a cidade. Composto basicamente pelos dois blocos de acesso, a passarela e a torre de sustentação, o conjunto foi projetado com coordenação dos arquitetos José Bassalo, Flávio do Campos Nascimento e Paulo Ribeiro, do escritório Meia Dois Nove.

 

Os blocos de acesso contarão com duas escadas rolantes, uma convencional e uma plataforma de percurso vertical, destinada a portadores de necessidades especiais. Um dos blocos, localizado ao lado do Shopping Castanheira, contará também com uma loja e caixas eletrônicos.

Continuar lendo

Ponte estaiada é inaugurada na Marginal Tietê, em São Paulo

Executada em estais em balanço sucessivo, vigas pré-moldadas e caixão perdido, estrutura de 660 m de extensão liga a Avenida do Estado à pista sentido Castelo Branco

Ana Paula Rocha

O Governo de São Paulo inaugurou nesta quarta-feira (27) a Ponte Estaiada Governador Orestes Quércia, na zona Norte da capital paulista. Com 660 m de extensão, a estrutura faz parte do projeto da Nova Marginal do Rio Tietê e liga a Avenida do Estado à pista sentido Castelo Branco. A obra foi executada pelo Consórcio Desenvolvimento Viário, formado pela Empresa Industrial Técnica (EIT) e pela Egesa Engenharia, sob supervisão da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa).

Continuar lendo