Saiba mais sobre a construção do Museu do Amanhã no Rio de Janeiro

A Cidade Olímpica divulgou na última semana imagens da construção do Museu do Amanhã, que estão em fase de acabamento na Praça Mauá, na Região Portuária do Rio de Janeiro. Projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a estrutura recebe atualmente os últimos reparos na cobertura e nas instalações internas, e deve ser entregue ainda este ano.

g506035O empreendimento orçado em R$ 215 milhões é executado em uma área de 30 mil m² pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) e a Concessionária Porto Novo. Além de jardins arborizados no entorno do edifício de 15 mil m², foram construídas áreas de lazer e ciclovias.

g506038 O museu abrigará ainda uma loja, auditório, salas de exposições temporárias, restaurante, escritórios administrativos e espaço para pesquisas e atividades educacionais. O piso superior, ligado ao piso térreo por meio de rampas, receberá espaços para exposições de longo prazo, um café e um mirante panorâmico.

g506042 O projeto de Calatrava é caracterizado principalmente por sua cobertura, que é composta por 48 peças de aço e que se assemelham a asas. A estrutura se movimentará ao longo do dia, conforme a posição do sol, e abrigará placas fotovoltaicas para captar a luz solar e transformá-la em energia elétrica.

Outra característica sustentável do projeto, que objetiva a obtenção da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (Leed), concedida pelo Green Building Council (USGBC), é a instalação de tanques no subsolo, que farão parte dos sistemas de reaproveitamento das águas da Baía de Guanabara, além de dois para armazenamento de água potável.

g506044 Mas o processo de construção do Museu do Amanhã foi atribulado. As obras, iniciadas no começo de 2010, já foram adiadas algumas vezes. A última data prevista para a entrega seria em março deste ano, no aniversário da cidade, mas um novo atraso aconteceu e a previsão, neste que é o 5º prazo anunciado, é de que até o final de 2015 o Museu do Amanhã será inaugurado. A obra já foi, inclusive, marcada por protestos pela morte de um operário.

g506047O arquiteto responsável pelo projeto, Santiago Calatrava, foi o vencedor do Prêmio Europeu de Arquitetura 2015, em que são premiados os profissionais que mais contribuíram para a sociedade com seus trabalhos. As obras do arquiteto destacaram-se entre o júri por fundirem, além dos conhecimentos arquitetônicos, a engenharia e a arte. Mas os projetos de sua autoria chamam a atenção também por polêmicas, como problemas relacionados à estrutura e aos altos custos, como é o caso de uma ponte em Veneza, na Itália, e da Ópera de Valencia, na Espanha, ambas projetadas por Calatrava.

Fonte: Blog da Engenharia e Téchne

Anúncios

Veja a maior ponte com teto solar do mundo

A nova estação de Blackfriars, em Londres, instalada numa ponte vitoriana, de mais de cem anos, está para se tornar a maior ponte alimentada por energia solar do planeta. Ao todo, 4,4 mil painéis fotovoltaicos, compondo mais de 6 mil m² de área, irão ajudar a abastecer as necessidades de consumo da estação que cruza o Rio Tâmisa, no coração da capital.

Ponte com teto solar (Foto: Divulgação)

Ponte com teto solar (Foto: Divulgação)

Continuar lendo

Dilma Rousseff aprova Regime Diferenciado de Contratações

 copa-do-mundo-2014-olimpiadas-2016

A presidente Dilma Rousseff sancionou o Projeto de Lei de Conversão 17/11, que cria o Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) para as licitações e contratos para obras da Copa das Confederações em 2013, para a Copa do Mundo de 2014, para a Olimpíada de 2016 e para obras de aeroportos em um raio de até 350 km das cidades-sede dos jogos.

  Continuar lendo

Conheça as construções finalizadas do Parque Olímpico de Londres

 Com seis equipamentos prontos, além do Centro Aquático, previsto para ser entregue nas próximas semanas, Olimpíada de 2012 já tem 88% das obras concluídas

 O Comitê Olímpico dos Jogos de 2012, que serão realizados em Londres, anunciaram que 88% das construções do Parque Olímpico já foram finalizadas. Ao todo, seis equipamentos já estão concluídos: o Estádio Olímpico, a arena de basquete, a arena de handball, o velódromo, o centro de transmissão e o local para canoagem. O Centro Aquático deverá ser finalizado nas próximas semanas.

De acordo com o comitê, o custo final do torneio deverá ser de 7,5 bilhões de libras (cerca de R$ 19 bilhões), o que representaria um valor de 16 milhões de libras (R$ 40 milhões) a menos do que a cifra estimada em maio deste ano. Além disso, o valor seria também muito inferior ao custo originalmente previsto para a Olimpíada, que era de 9,3 bilhões de libras (R$ 23,5 milhões).

Confira abaixo informações sobre as instalações concluídas:

Continuar lendo

Olimpíadas de 2016 – Solar City Tower

É um dos primeiros esboços arquitectónicos para os Jogos Olímpicos de 2016, que se realizarão no Rio de Janeiro e destaca-se pela sua sustentabilidade. Desenhada pelo gabinete RAFAA sedeado em Zurique, consegue gerar energia durante o dia e a noite, utilizando a energia solar e a hídrica, respectivamente. Esta torre irá gerar e fornecer energia não só para a aldeia olímpica, como também para a cidade do Rio.

Continuar lendo