Maravilhas da Engenharia #5: Palm Islands, as palmeiras gigantes!

Uma das Maravilhas da Engenharia construídas no século é arquipélago Palm Islands. O arquipélago é formado por três ilhas artificiais em forma de palmeiras, a Palm Jumeirah , a Palm Jebel Ali e a Palm Deira. As ilhas artificiais, maiores do mundo e com os maiores projetos que já se viu, se encontram em Dubai nos Emirados Árabes Unidos. Elas foram construídas com o fim de alavancar ainda mais o turismo na região.

Palm Jumeirah

Palm Jumeirah

Continuar lendo

Maravilhas da Engenharia #4: Canal do Panamá, o gigante que conecta os oceanos!

Canal do PanamaO Canal do Panamá é um canal marítimo com 81 quilômetros de extensão, localizado no Panamá e é responsável por ligar o Oceano Atlântico com o Oceano Pacífico. A construção do canal teve início em 1880, sendo concluído em 1914,custando 639 milhões de dólares, sendo 55% desse total gasto pelos Estados Unidos e 45% pela França.

História e Construção

Unir o oceano Atlântico ao Pacífico é uma ideia que surgiu no século 16, com a colonização da América espanhola. A descoberta das jazidas de ouro e prata na costa do Pacífico, sobretudo no Peru e no México, aguçou o interesse dos europeus de encontrar uma forma eficaz de transportar toda essa fortuna.  Até então, o acesso à costa do Pacífico só era possível com a circunavegação da América pelo sul, passando pelo estreito de Magalhães. Além da longa distância, os ventos e as fortes correntes marinhas tornavam a viagem um inferno. E os naufrágios, freqüentes.

Continuar lendo

As maiores obras da engenharia civil brasileira!

O Brasil encontra-se neste momento numa fase de crescimento econômico e humano. Um dos motores mais importantes para esse desenvolvimento é a indústria de construção. Grandes obras de engenharia civil estão acontecendo e outras estão sendo planejadas para os próximos anos, algumas de grande dimensão e complexidade.

A engenharia civil brasileira é conhecida em todo o mundo pela sua proficiência técnica, capacidade de otimização e por ter sido responsável por algumas das mais importantes obras de engenharia  da América do Sul. Apresentam-se a seguir três exemplos da excelência técnica da engenharia civil brasileira:

A Maior Barragem do Brasil – Complexo Hidroelétrico de Itaipu

O Complexo Hidroelétrico de Itaipu está localizado no Rio Paraná. A sua construção foi resultado de uma parceria entre o Brasil e o Paraguai e é uma das maiores barragens do mundo. Sendo a maior usina hidrelétrica em energia gerada do mundo, conta com 20 unidades de geração de eletricidade e fornece uma parte muito significativa da energia elétrica consumida em ambos os países. A sua construção implicou o uso de 13 milhões de m³ de concreto e a intervenção de cerca de 40 mil operários.

Continuar lendo

Maravilhas da Engenharia #3: Três Gargantas, a gigante das águas!

Dando continuidade ao bloco Maravilhas da Engenharia, chegou a vez da maior barragem e represa do mundo: Três Gargantas!

A Hidrelétrica Três Gargantas foi construída no rio Yang-Tsé, na China e é a maior estação do mundo em geração de energia em termos de capacidade instalada (22.500 MW), mas  acabou se tornando a segunda em termos de energia gerada efetivamente, sendo ultrapassada pela binacional Itaipu, localizada na fronteira do Brasil e do Paraguai, sendo administrada por ambos países.

Além disso, a hidrelétrica Três Gargantas possui 600 pés de altura e segura 1.4 trilhões de metros cúbicos de água por trás 100 milhões de pés cúbicos de concreto.

História

Durante a primeira metade do século XX, o governo chinês acreditou que seria capaz de criar uma represa capaz de gerar 22GW na região onde hoje se encontra as Três Gargantas; contudo, por volta de 194o a China passou a ser dominada pelos japoneses, esses  fizeram levantamentos e concluíram um projeto para construção da barragem caso obtivessem plena vitória sob a China.

Entre esse período e o início da construção, a China vivenciou vários momentos, tais como a retirada dos japoneses e a guerra civil e, por isso, o projeto inicial acabou interrompido, sendo retomado apenas nos anos 90 com o avanço do desenvolvimentismo chinês.

Construção

A construção das Três Gargantas se iniciou em 3 de dezembro de 1992, sendo concluída em 20 de maio de 2006, seis meses antes do prazo previsto.

A obra gerou muitas polêmicas devido ao seu imenso impacto ambiental, deslocamento das águas e dos moradores do entorno. Ao todo, mais de 10000 habitantes tiveram que se deslocar de suas casas em prol da hidrelétrica.

A construção do corpo principal do complexo do reservatório da água das Três Gargantas incluiu o seguinte trabalho:

  • escavação da rocha e terra com um volume 102.83 milhões m³;
  • colocação de betão com volume de 27.94 milhão m³;
  • reenchimento da rocha e terra com um volume de 31.98 milhão m³;
  • instalação da estrutura de metal com o peso de 256500 toneladas;
  • instalação de vinte e seis do unidades geradores de energia com 700 MW (não incluindo as seis unidades 700MW na central geradora no subterrâneo do banco direito sob a construção).

Ao ser concluída, a obra das Três Gargantas passou a ter como função a prevenção de enchentes, a geração de energia e facilitar o transporte fluvial, e por isso, ela desempenha um papel importante no  desenvolvimento sócio-econômico da China.

Três Gargantas operando em capacidade máxima

Mais informações

Turbinas: 32 (6 subterrâneas)
Potência Nominal: 700 MW (megawatts)
Potência instalada: 9800 MW (2005)
Potência instalada total: 22400 MW )
Altura: 181 metros (~600 pés)
Comprimento da barragem: 2309 metros (só concreto)
Capacidade de vazão: 102500 m³/s
Escavações: 102,59 milhões m³

Reservatório:
Extensão: 600 km
Área: 1084 km²
Armazenamento: 39,3 km³
Nível normal de operação: 175 m

Fontes: Wikipedia, Gigantes do Mundo, Engenharia Civil