Projeto do novo Estádio Nacional do Japão

O projeto assinado pelo escritório Zaha Hadid Architects é o vencedor do concurso internacional para a construção do Novo Estádio Nacional do Japão. O resultado foi anunciado na última semana pelo Conselho Japonês de Esporte.

O estádio foi planejado como um elemento de integração do cenário urbano de Tóquio, de acordo com Zaha Hadid. A estrutura do prédio, cuja silhueta assume formas elegantes, possui uma cobertura ajustável.

Além de preservar características históricas do local, o novo projeto prevê a utilização de tecnologia de ponta, tanto para a cobertura, quanto para os assentos reguláveis. Tudo foi planejado para facilitar a utilização do estádio em diversas programações esportivas e culturais.

O projeto, com capacidade ampliada para 80 mil lugares, substituirá o Estádio Nacional Kasumigaoka, em Tóquio, e será sede da Copa do Mundo de Futebol Americano, que acontecerá em 2019. Além disso, o local é um dos candidatos para sediar os Jogos Olímpicos de 2020.

Segundo o arquiteto Tadao Ando, presidente da comissão julgadora do concurso, o novo – e ambicioso – estádio promete oferecer uma experiência emocionante aos expectadores. A previsão é para que seja entregue em 2018.

Para participar do concurso, era preciso que os candidatos já tivessem vencido premiações como o Pritzker e o Praemium Imperiale ou ser medalhista ouro do Royal Institute of British Architects (RIBA), União Internacional dos Arquitetos (UIA) ou American Institute of Architects (AIA). Além disso, já deveriam ter projetado um estádio com capacidade de, no mínimo, 15 mil pessoas. Entre os onze finalistas estavam os escritórios Populous, Cox Architecture e GMP.

 

Fonte: PINI

Japão conclui construção de torre mais alta do mundo

Com 634 metros, a Tokyo Sky Tree atingiu altura total em março de 2011. Em novembro, torre de TV entrou para o Guinness, o livro dos recordes.

Tokyo Sky Tree é vista entre edifícios de Tóquio, que ao seu lado parecem baixos (Foto: Hiro Komae/AP)

Tokyo Sky Tree é vista entre edifícios de Tóquio, que ao seu lado parecem baixos (Foto: Hiro Komae/AP)

A Tokyo Sky Tree, reconhecida como a torre mais alta do mundo em 2011 pelo Guinness, o livro dos recordes, foi concluída nesta quarta-feira (29) na capital japonesa.

Com 634 metros de altura, a torre atingiu sua altura total em março do ano passado e ultrapassou a Canton Tower, na China, que antes detinha o recorde.

A torre não é a edificação mais alta do mundo, pois é superada pelo arranha-céu Burj Khalifa com seus 828 metros de altura, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Segundo o Guinness, o prédio de Dubai é a estrutura mais alta do mundo.

Trata-se da mais alta torre de difusão de TV no mundo, seguida, apenas pela de Cantão na China (600 metros).

Continuar lendo