Saiba mais sobre a construção do Museu do Amanhã no Rio de Janeiro

A Cidade Olímpica divulgou na última semana imagens da construção do Museu do Amanhã, que estão em fase de acabamento na Praça Mauá, na Região Portuária do Rio de Janeiro. Projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a estrutura recebe atualmente os últimos reparos na cobertura e nas instalações internas, e deve ser entregue ainda este ano.

g506035O empreendimento orçado em R$ 215 milhões é executado em uma área de 30 mil m² pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) e a Concessionária Porto Novo. Além de jardins arborizados no entorno do edifício de 15 mil m², foram construídas áreas de lazer e ciclovias.

g506038 O museu abrigará ainda uma loja, auditório, salas de exposições temporárias, restaurante, escritórios administrativos e espaço para pesquisas e atividades educacionais. O piso superior, ligado ao piso térreo por meio de rampas, receberá espaços para exposições de longo prazo, um café e um mirante panorâmico.

g506042 O projeto de Calatrava é caracterizado principalmente por sua cobertura, que é composta por 48 peças de aço e que se assemelham a asas. A estrutura se movimentará ao longo do dia, conforme a posição do sol, e abrigará placas fotovoltaicas para captar a luz solar e transformá-la em energia elétrica.

Outra característica sustentável do projeto, que objetiva a obtenção da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (Leed), concedida pelo Green Building Council (USGBC), é a instalação de tanques no subsolo, que farão parte dos sistemas de reaproveitamento das águas da Baía de Guanabara, além de dois para armazenamento de água potável.

g506044 Mas o processo de construção do Museu do Amanhã foi atribulado. As obras, iniciadas no começo de 2010, já foram adiadas algumas vezes. A última data prevista para a entrega seria em março deste ano, no aniversário da cidade, mas um novo atraso aconteceu e a previsão, neste que é o 5º prazo anunciado, é de que até o final de 2015 o Museu do Amanhã será inaugurado. A obra já foi, inclusive, marcada por protestos pela morte de um operário.

g506047O arquiteto responsável pelo projeto, Santiago Calatrava, foi o vencedor do Prêmio Europeu de Arquitetura 2015, em que são premiados os profissionais que mais contribuíram para a sociedade com seus trabalhos. As obras do arquiteto destacaram-se entre o júri por fundirem, além dos conhecimentos arquitetônicos, a engenharia e a arte. Mas os projetos de sua autoria chamam a atenção também por polêmicas, como problemas relacionados à estrutura e aos altos custos, como é o caso de uma ponte em Veneza, na Itália, e da Ópera de Valencia, na Espanha, ambas projetadas por Calatrava.

Fonte: Blog da Engenharia e Téchne

Dubai receberá o primeiro edifício de escritórios do mundo impresso em 3D

Projeto em parceria com a WinSun Global terá sua estrutura, mobília, detalhes e componentes do interior construídos com a tecnologia

A Comissão de Inovação Nacional dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e a joint venture WinSun Global lançaram na última terça-feira (30) o projeto do primeiro edifício de escritórios do mundo construído totalmente com impressão 3D em Dubai. Localizado no mesmo terreno, o empreendimento abrigará funcionários do Museu do Futuro, que deverá ser concluído somente em 2017.

Continuar lendo

Projeto de Diller Scofidio + Renfro para jardim na Escócia é rejeitado

Passarelas cobertas com áreas verdes não teriam atendido as vontades da população. Proposta era orçada em 140 milhões de euros

O projeto do escritório norte-americano Diller Scofidio + Renfro para o jardim do centro de Aberdeen, na Escócia, foi rejeitado pelos vereadores da cidade. Desenvolvido em parceria com a Keppie Design e o Olin Studio, o Granite Web previa que fossem construídas passarelas de concreto cobertas com jardins.

Continuar lendo

Arquitetos americanos projetam complexo de uso misto na China

Três torres de hotel, escritórios e residências têm formatos diferentes que criam um grande átrio central. Proposta será construída na província de Henan

O escritório de arquitetura norte-americano Trahan Architects teve seu projeto selecionado pelo grupo chinês Henan Hongguang Industry Group para a construção um edifício de uso misto em Zhengzhou, capital da província de Henan, na China. O empreendimento abrigará duas torres de hotel, além de escritórios e residências.

Continuar lendo

Design Inovador: O prédio escada

Edifício em Nova York tem design incomum na diagonal e promete ser um misto de casa e apartamento

Morar em um apartamento é mais seguro. Ter uma casa proporciona momentos de descontração no jardim ou no quintal. Qual é a sua escolha? A empresa Ten Arquitectos construiu um prédio com essas duas características. O Mercedez House, um grande empreendimento localizado no oeste de Manhattan, ocupa três quartos de um gigante quarteirão na Avenida 11 e tem a arquitetura completamente diferente de tudo o que você já viu. Erguido na diagonal, o edifício de 27 andares combina espaços comerciais e residenciais, jardins, mercado, clube para cuidar da saúde e até um showroom da marca Mercedez Benz – daí o nome.

Continuar lendo

Dragão de vidro promete riqueza e poder a Camboja

O projeto do escritório de arquitetura TFP Farrells tem forma referente às costas de um dragão, símbolo de riqueza e poder na Ásia.

A capital do Camboja, Phnom Penh, está prestes a receber seu prédio mais alto. No centro financeiro da cidade asiática, o Vattanic Capital Tower será sede de bancos e comércios.

Continuar lendo

Apartamento Transformer

Cidades cada vez mais populosas, apartamentos cada vez menores. Esta é uma realidade para a maior parte do mundo. Na China, o país mais populoso do mundo com mais de 1,3 bilhão de habitantes, a falta de espaço não é novidade. Em grandes cidades como Hong Kongsão comuns moradias diminutas, com cerca de 30 metros quadrados que abrigam famílias inteiras. É neste espaço que o arquiteto chinês Gary Chang conseguiu criar nada menos do que 24 espaços diferentes! Ele não quis abrir mão do pequeno apartamento onde costumava morar com a família desde os 14 anos e utilizou muita criatividade para adaptá-lo às suas necessidades. Chang intitulou seu projeto de “Domestic Transformer”, título que cabe muito bem ao apartamento. “A casa se transforma, e eu não me mexo, estou sempre aqui. A casa se move por mim”, diz Gary.

O segredo para o que parece ser mágica é um sistema de paredes móveis, que permite a modificação do ambiente. Foram instalados trilhos no teto e no chão por onde os painéis deslizam permitindo que a mudança seja rápida e prática. Para disfarçar os trilhos, o teto é espelhado, o que também proporciona a sensação de que o espaço é maior e ainda permite maior aproveitamento da luz.

No apartamento, Gary tem tudo o que precisa: sala de estar, quarto, cozinha, banheiro e ainda alguns luxos como quarto de hóspedes, biblioteca e sala de projeção! E tudo isso ainda é feito de forma sustentável. O gasto para a adaptação do apartamento foi muito maior de que o seu preço de custo, o arquiteto investiu cerca de 218 mil dólares na sua criação, mas com certeza o gasto é compensado pela exclusividade de possuir um espaço como este.

Veja o vídeo com mais detalhes do apartamento:

Fonte: PET Civil UFJF

Prédio em São Paulo tem vigas de 44,4 m a 30 m de altura

Obra de edifício comercial em uma das principais avenidas da capital vence grande vão para não interferir em patrimônio tombado

Em uma das principais avenidas de São Paulo, a Brigadeiro Faria Lima, a obra de um novo prédio comercial precisava vencer um desafio: preservar uma casa bandeirista autêntica, sem interferir em sua estrutura ou em sua vista da avenida. A solução desenvolvida para o Brookfield Malzoni  foi construir um dos blocos a 30 m de altura, com 4 vigas de 44,4 m cada uma.

 

As vigas têm 700 m³ de concreto cada, sustentadas por oito pilares com 30 m de altura acima do nível do solo para os 12 andares de edificação. As vigas são em formato “T”, e possuem 6 m de altura. Sob o eixo de cada par de pilares de cada viga foi feita uma outra fundação, como um radier, para suportar a carga. Continuar lendo

Arquitetos transformam Beirute em um mega jardim suspenso

Projeto prevê a instalação de árvores no topo de todos os prédios da capital do Líbano

São Paulo – Beirute, capital do Líbano, já foi uma das mais belas e desenvolvidas cidades, sendo considerada a Paris do Oriente Médio até a década de 1970, quando uma guerra civil modificou boa parte de sua fisionomia. Depois, mais um episódio – o bombardeio de Israel, em 2006 – abalou novamente suas estruturas.

Continuar lendo